Buscar
  • Eloy Vanço

COMO IMPLEMENTAR O FCI NO PROTHEUS?


Passo a Passo Disponível a rotina de Geração do Arquivo Magnético FCI – Ficha de Conteúdo de Importação (FISA061) conforme especificado e definido no Convênio ICMS 38, de 22 de maio de 2013 – DOU de 23.05.2013 (revogação do Ajuste SINIEF nº 19, de 07.11.2012 – DOU 1 de 09.11.2012). - Verifique os parâmetros envolvidos na rotina: MV_FCICALC - Método de cálculo do sistema para encontrar os valores da FCI. Não utilize a opção 2, pois está opção foi descontinuada. O conteúdo do parâmetro deve ser 1 ou 3. MV_FCIVE - Informe os CFOPs interestaduais que foram utilizados nas vendas dos seus produtos que devem possuir o código da FCI MV_FCICL - Informe as Classificações Fiscais (CST - Campo D2_CLASFIS do sistema) que foram utilizados nas vendas dos seus produtos que devem possuir código da FCI. MV_FCIALIQ - Informe as alíquotas de ICMS que foram utilizados nas vendas dos seus produtos que devem possuir código da FCI. - (Caso MV_FCICALC = 3) Verifique se suas matérias primas importadas estão com as informações corretas na tabela SD1 (Documento de entrada), com o campo D1_CLASFIS devidamente preenchido, iniciando por 1, 2, 3 ou 8 e se a tabela SA8 foi preenchida com as informações corretas dos seus produtos com o campo A8_VLRVI preenchido sempre que o produto possuir conteúdo importado. - (Caso MV_FCICALC = 1) Verifique se o campo D3_PERIMP está preenchido. - Verifique se o produto final que foi produzido está com os apontamentos das matérias primas devidamente amarrados na tabela SD3. - Verifique se as requisições das matérias primas importadas estão com o campo D3_CF com um conteúdo que esteja também no parâmetro MV_FCIMI. Analisar as seguintes informações da tabela CFD: - CFD_FCICOD = Vazio: produtos que já foram apurados e já possuem códigos de períodos anteriores não devem ser levados para o arquivo a menos que a origem da mercadoria seja alterada. - CFD_ORIGEM diferente de 0: Origem 0 se trata de produto com origem nacional e portanto não deve ser levado para o arquivo. Só serão levados para o arquivo, produtos com origens 3, 5 ou 8. - CFD_PERVEN no mesmo mês de geração do arquivo .txt: Somente serão levados para o arquivo, os produtos apurados no mesmo mês que a geração do arquivo. Pontos de atenção: - Verifique se na tabela, os campos CFD_VSAIIE ou CFD_VPARIM estão zerados, pois estes campos são responsáveis por calcular qual o percentual importado do seu produto (CFD_CONIMP), que por sua vez é o campo que irá definir qual a origem do seu produto (0 - Nacional, 3 - de 41% a 70% importado, 5 - até 40% importado, 8 - superior a 70% importado). Lembrando que a operação de Revenda não gera arquivo texto, pois o código da FCI já será informado na entrada do documento e o código deverá ser o mesmo para a saída deste produto.


Fonte: http://lfd99.blogspot.com/2016/10/como-implementar-o-fci-no-protheus.html

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

NFS-e Protheus

Como lições aprendidas: Verificar : 1) a TES esta correta somente com o cadastro do ISS e não outros impostos; 2) Cadastro do cliente com o ISS preenchido; 3) Cadastro do Produto com B1_CODISS e B1_T

NFSE - São Paulo: Codigo de Serviço is not a valid

Dúvida Element '{http://www.prefeitura.sp.gov.br/nfe}CodigoServico': '' is not a valid value of the atomic type '{http://www.prefeitura.sp.gov.br/nfe}tpCodigoServico'. Ambiente Microsiga Protheus - NF

Precisa de mais informações?

Estamos aqui para ajudá-lo. Entre em contato por telefone, email ou redes sociais.

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black LinkedIn Icon
end_rodape_edited_edited_edited.jpg

© 2017 por EPV Consulting